PLACAS MERCOSUL

Placas padrão Mercosul sofrem alteração

Brasões municipal e estadual não serão mais necessários. Mudança simplifica ainda mais a padronização e aumenta a vida útil do emplacamento

​O Ministério das Cidades decidiu fazer uma pequena modificação nas placas padrão Mercosul. O novo desenho exclui o brasão de municípios e estados, que vinha em detalhe na extremidade direita da peça. Aconselhado por especialistas, o ministério constatou que o símbolo era desnecessário.

Simplificar para viabilizar

“Após análise técnica de viabilidade e impacto, decidimos retirar os brasões das novas placas. Com isso, evitaremos qualquer despesa extra aos condutores de nosso país”, afirmou o ministro Alexandre Baldy, lembrando que o objetivo principal da padronização é facilitar a identificação do veículo por parte dos órgãos de trânsito e de segurança.

Pelas regras atuais, se o veículo for transferido de município, será necessário um novo emplacamento (e o pagamento de uma taxa). Excluído o brasão, essa nova identificação deixa de ser necessária. Além disso, as pessoas desconhecem o significado desses símbolos, ponderou a Pasta no texto divulgado à imprensa.

Toda a frota nacional deverá estar adaptada ao novo modelo de identificação até 2023.

Com informações da Assessoria de Comunicação do Ministério das Cidades.


Empresas de energia paulistas recebem 100 novos caminhões VW

GRANDE VENDA DA VW

História de um ícone: o “Mercedinho” 608

O CLÁSSICO MERCEDINHO

Nova Geração Scania já tem primeiro grande cliente

NOVA GERAÇÃO SCANIA

Volvo FH chega aos 25 anos com série especial

25 ANOS DO VOLVO FH

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *