Placas do Mercosul: obrigatórias só para veículos novos e transferidos

Os atuais donos de veículos não serão obrigados a trocar as placas pelo novo modelo adotado no Mercosul. A resolução 729 do Contran, que está sendo revista, obrigava a troca até o final de 2023.

A afirmação foi feita pelo presidente do Denatran, Maurício Pereira esta semana. A nova resolução deverá ser discutida pelo Contran no dia 10 de maio. Ela vai tornar a nova placa obrigatória apenas nas transferências de veículos usados e na compra de carros novos.

Como será

A placa terá itens de segurança que permitirão a rastreabilidade dos carros. Isso por meio de QR code e chip, impedindo também a clonagem.

Apesar disso, Pereira disse que a nova placa terá um valor menor que a antiga, que hoje custa entre R$ 150 e R$ 200 o par de placas.

Carla Araújo, empresária do setor de fabricação de placas, disse que a nova placa terá custos novos, mas que os preços referidos pelo deputado não são os praticados pelo setor.

“A tendência dos produtos quando é feito um investimento, uma mudança, é aumentar. Mas para não aumentar o custo para o consumidor, o Denatran tem colocado, inclusive dentro da (resolução) 729, que quer excluir os atravessadores. Porque hoje estas placas são vendidas por este preço, mas não é no fabricante, não é no estampador. Ela é vendida a esse preço por atravessadores, que são despachantes, que são concessionárias, principalmente de veículos novos”, explicou Carla Araújo.


Scania apresenta resultados da sua nova geração de veículos

NOVA GERAÇÃO SCANIA

Roubo de cargas diminuem no país em 2018, mas número ainda é alto

ROUBO DE CARGAS DIMINUI


Petrobras anuncia redução no preço do Diesel e da Gasolina

PETROBRAS REDUZ DIESEL

Volkswagen Constellation atinge marca de 230 mil unidades produzidas

CONSTELLATION EM ALTA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.