O 32º Fórum Permanente Para o Transporte Rodoviário de Carga (Fórum TRC), anunciou nesta quinta-feira (30) resoluções sobre a tabela do piso mínimo de frete, pontos de descanso e outros pontos pleiteados por grupos que representam os transportadores rodoviários de carga.

PISO MÍNIMO DO FRETE

De acordo com o secretário-executivo do Ministério da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, no mês de junho será apresentado uma nova tabela do piso mínimo de frete será divulgada, considerando os valores de mercado e as contribuições da categoria.

“Estamos fazendo um esforço desde o início do ano para realizar uma revisão na tabela do piso mínimo de frete e vamos, possivelmente no mês de junho, publicar uma tabela que seja adequada e tenha consenso, tanto entre a classe produtiva, quanto entre os transportadores”, afirmou Sampaio.

Também em junho, alguns Pontos de Parada e Descanso provavelmente serão entregues em rodovias concedidas. Para o secretário-executivo, é importante que esses e os pontos de descanso já existentes sejam regularizados. Dessa forma, os motoristas se sentirão seguros em fazer suas paradas nesses locais, além de cumprir as normas da lei do descanso.

Para o presidente da Associação Nacional dos Usuários do Transporte de Carga, Luis Henrique Baldez, o Ministério da Infraestrutura está focando nos principais problemas da categoria. A entidade, que representa 40 grupos empresariais responsáveis por 35% de toda carga movimentada por ano no país, afirma que o valor do pedágio e do óleo diesel são as principais dificuldades para o segmento e que, somadas às condições das estradas, aumentam o preço final dos produtos transportados.

Criado em 2015, o Fórum TRC reúne governo e representantes dos transportadores autônomos, empresas de transporte de carga e embarcadores de carga.



Volvo busca veículos antigos para comemorar 40 anos no Brasil

VOLVO 40 ANOS


Vilhena (RO) ganha nova unidade do SEST SENAT

SEST SENAT VILHENA

Metalesp apresenta nova linha de basculantes com três configurações

BASCULANTES METALESP

Após um ano de testes no transporte de bebidas, e-Delivery tem bons resultados

E-DELIVERY EM AÇÃO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.