A decisão da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) de acabar com a obrigatoriedade do uso do adesivo do RNTRC (Registro Nacional de Transporte Rodoviário de Carga) gerou uma série de dúvidas.

Após os primeiros momentos de decisão e organização das novas normas, a assessoria de imprensa do órgão governamental respondeu alguns dos questionamentos do Planeta Caminhão sobre o assunto.

Segundo a ANTT, a resolução teve como objetivo “acompanhar as melhorias e inovações do processo de fiscalização da ANTT, desburocratização e a redução de custos do setor de transporte rodoviário remunerado de cargas.”

Reclamação de muitos transportadores, a baixa durabilidade do adesivo e, consequente, perda de informações, não foi um dos motivos apontados para o fim do sistema.

A ANTT salienta que, por hora, os transportadores não devem retirar os adesivos de seus veículos, uma vez que a resolução entrará em vigor apenas em 30 dias, ou seja, a partir de 21 de junho de 2019.

SAIBA MAIS: Adesivo do RNTRC não é mais obrigatório, segundo ANTT

Outro questionamento que surgiu foi sobre quais adesivos ainda seriam necessários nos caminhões. Quanto a transporte, continuam obrigatórios os adesivos relativos ao transporte rodoviário de produtos perigosos. Já em relação a exigências de órgãos de trânsito, continuam valendo os adesivos que designam tara e lotação dos caminhões.

Questionada se, com o fim dos adesivos, as tags eletrônicas se tornariam a principal forma de identificar o registro de transporte de cargas dos veículos, a agência respondeu que essa questão ainda está em avaliação pelo Ministério da Infraestrutura e ANTT.

Por fim, a agência afirma que a expectativa com essa ação implicará futuramente “em menos burocracia e menos custo para obtenção do Registro.”



Volvo busca veículos antigos para comemorar 40 anos no Brasil

VOLVO 40 ANOS


Vilhena (RO) ganha nova unidade do SEST SENAT

SEST SENAT VILHENA

Metalesp apresenta nova linha de basculantes com três configurações

BASCULANTES METALESP

Após um ano de testes no transporte de bebidas, e-Delivery tem bons resultados

E-DELIVERY EM AÇÃO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.