A guerra entre os caminhões mais potentes do mundo continuou na década de 2000. Lançado em 1997, o caminhão com motor de 10 cilindros em V da MAN foi o mais potente do mundo até 2003, quando a Volvo tratou de arrancá-lo do trono de uma vez por todas.

Isso foi possível com a segunda geração da série FH da marca sueca, que foi lançada em 2001. Na época, a empresa fez um investimento de mais de 600 milhões de euros para criar sua nova geração de caminhões e trouxe uma nova versão de cabine e uma nova caixa automatizada iShift.

Nova cabine

As alterações na cabine incluíram um novo perfil, com entrada de ar redesenhada e piso plano. Novos espelhos retrovisores foram introduzidos para reduzir os pontos cegos e melhorar o fluxo de ar, novos faróis e luzes de marcação laterais dianteiras, novo solário dividido e novos degraus dianteiros mais largos complementaram as modificações externas. O interior foi redesenhado com bordas mais arredondadas ao redor do painel e novos assentos com cintos de segurança integrados. Alto-falante de telefone integrado e microfone com controles de volante para rádio e telefone GSM embutido eram uma opção.

Motor mais potente do mundo em 2003

Mas, e o motor? Ah sim! O motor! A Volvo atrasou o lançamento de seu motor de 16 litros que iria revolucionar a indústria do transporte. Até então, o motor D12C, de 12 litros, era o propulsor principal da marca e chegava até 500 cavalos de potência.

Esta geração de motores tem tecnologia de turbo composto, que usa a energia do escape após o turbocompressor usando uma turbina extra para acionar o virabrequim do motor por meio de embreagem hidráulica.

Mas, somente em 2003 a fabricante finalmente colocou no mercado seu novo motor de 16 litros, o D16C. Ele foi lançado com duas configurações de potência: 550 cavalos e impressionantes 610 cavalos. Agora sim o Volvo FH liderava a lista dos mais potentes do mundo.

O motor trouxe design completamente novo, que permitiu maior fluxo de ar em redor do bloco, injeção mais precisa e redução de ruído. Tudo isso em um motor com arquitetura de seis cilindros em linha e baixo consumo de diesel.

Redação Planeta Caminhão


L-1635 ATRON: O FIM DE UMA ERA.

Foton lança nova geração de caminhões urbanos

Caminhões Constellation recebem nova transmissão automatizada nos modelos 24.330, 30.330, 19.360 e 25.360

IVECO amplia portfólio de serviços em 2020 com foco nos clientes

2 Respostas para Volvo FH chegava ao topo em 2003 com 610 cavalos

  1. Bom dia!!
    Ótima matéria, mas tenho algumas ressalvas, se vcs me permitirem explaná-las:
    1- A foto do motor é um D16 sim, mas este é marítimo, não o do caminhão FH16 550/610.
    2- Este, a ressalva mais importante, o motor D16 E, foi lançada na geração posterior, com a última remodelação, antes do atual FH. Este motor veio com 580 e 660 vc de potência, nas normas Euro 4. O motor do Volvo FH16 550 e 610, é um D16C, Euro 3.
    Obrigado e parabéns pelas matérias, gosto muito de acompanhar o site.
    Att.
    Thiago S. Sarout de Oliveira

  2. Pra minha própria correção: o D16E equipou as duas gerações antes do FH atual, para atender a legislação Euro4.


[topo]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.