O Ministério da Economia publicou uma portaria que libera a venda de bebidas alcoólicas em pontos de descanso de caminhoneiros que estiverem dentro de perímetro urbano.

A portaria, que já está em vigor, revogou outra, de 2015, que previa que qualquer espaço que quisesse ser reconhecido como ponto de parada e descanso precisava se cadastrar no governo e cumprir uma série de exigências. Entre elas, não vender nem permitir consumo de bebida alcoólica no local.

Com a derrubada da portaria anterior, a decisão de onde se pode vender ou não bebidas nos trechos urbanos das estradas federais volta a ficar a cargo dos municípios e do Distrito Federal. Para trechos de rodovias em áreas rurais, a Lei que proíbe a venda e consumo de bebidas continua valendo.

Opiniões

Em entrevista veiculada no Jornal Nacional nesta segunda-feira (9), a especialista em segurança viária Adriana Modesto crê que a portaria abre uma brecha para a diminuição na segurança viária.

“Para poder prevenir um acidente de transporte terrestre, você vai criando uma série de barreiras. Qualquer furo nessa barreira favorece com que o acidente ocorra. Se o furo está na facilitação do acesso ao álcool, então, você está criando condições para que o acidente, em tese, ocorra”, avaliou.

O caminhoneiro Sebastião Matias da Silva, que dirige por todas as regiões do Brasil, também se mostra preocupado com a quantidade de acidentes. Para ele, a solução é uma só: “É não vender nada. Se a lei já é seca é para todo mundo, para pequeno e grande também”.

Com informações do G1

Governo certifica pontos de paradas para caminhoneiros

PONTOS DE PARADA

Confira as 10 maiores rodovias do mundo

AS MAIORES DO MUNDO

Braspress renova frota com 235 Mercedes-Benz Axor

RENOVAÇÃO DE FROTA

Freightliners elétricos chegam a 500 mil km rodados no EUA

500 MIL KM RODADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.