NOVA GERAÇÃO SCANIA

Scania lança oficialmente a nova geração de caminhões

Nova linha está cheia de novidades, desde os novos motores, de 220 a 540 cavalos, até a nova e gigante cabine S

Finalmente a nova geração de caminhões Scania chegou ao Brasil. Depois de dois anos de espera, após o lançamento dos novos caminhões lá pela Europa, o Brasil e toda América Latina recebem o lançamento.

São várias novidades, a começar pelos motores com novas potências disponíveis, com 7, 13 e 16 litros, com potências entre 220 e 540 cavalos. Tem novidade também nas cabines, com o lançamento da cabine S, a maior de todas, e reformulação de toda linha. Segundo a Scania, nenhuma peça das cabines anteriores ficou. Tudo foi mudado.

E mudou bastante mesmo. Tivemos a oportunidade de conhecer os caminhões de perto, e você acompanha em breve aqui em vídeo no Planeta Caminhão. As novas cabines impressionam pelo espaço interno. A posição do motorista foi movida alguns centímetros para trás e o campo visual aumentou.

“O lançamento da nova cabine, seja na Europa ou na América Latina, é muito mais do que uma mudança de geração,” afirma Celso Mendonça, gerente de Pré-Vendas da Scania no Brasil. “Estamos acelerando o nosso trabalho para estabelecer a Scania como a líder indiscutível quando se trata de fornecer soluções de transportes sustentáveis para o presente e futuro na região. Tendo a digitalização como impulsionador, queremos elevar a rentabilidade dos clientes a um nível bem superior e contribuir para um sistema independente dos combustíveis fósseis.”

As novas cabines mantiveram a manter a nomenclatura P, G e R, mas nenhuma peça da cabine da atual gama foi reaproveitada. O novo projeto privilegia o conforto e a segurança do motorista. O posicionamento do condutor foi realocado mais à esquerda, para que ele tenha uma melhor visibilidade externa e o painel foi rebaixado. Com isso, a ergonomia está ainda mais adequada e há aumento da segurança na condução.

Da linha atual, a Scania passará de 7 opções para 19 tipos de combinações variantes das novas cabines P, G, R, além da estreante S. Junta-se à novas cabines o pacote XT, formado por componentes específicos para pisos irregulares e também indicados para operações fora-de-estrada. As alternativas de teto serão baixo, normal e alto (Highline).

A cabine S é uma das principais novidades para a América Latina, pois traz o piso plano como maior vantagem, e que melhora o deslocamento interno do motorista, propiciando mais conforto.

Novos motores e potências

Os novos motores Scania usam tecnologia de alta pressão de injeção de diesel e com múltiplos pontos para diminuir o consumo e as emissões; e receberam novos sistemas de gerenciamento inteligentes. “Essas atualizações tornam a Nova Geração as maiores máquinas de economia de combustível da história da Scania. Subimos o nível na busca da perfeição motriz, do estado da arte”, conta Mendonça. “A redução de consumo pode chegar a até 12%, algo verdadeiramente incrível. O sistema de alta pressão (8%), associado com as novas instalações no cofre do motor, a nova aerodinâmica externa da cabine (2%) e as inovações do Scania Opticruise (2%) ajudarão o cliente a atingir o índice.” Os motores passam a ser produzidos em CGI, um composto compactado de ferro e grafite que duplica a resistência a fadiga. Dessa forma, ele está ainda mais preparadopara suportar o aumento na pressão de combustão dentro do cilindro. Apesar de mais robusto e resistente, o novo motor continua leve. Também foram aperfeiçoados componentes como o tanqu
e de ARLA 32 (Agente Redutor Líquido Automotivo), o sistema de SCR (Redução Catalítica Seletiva), os cabeçotes, as tampas de válvulas, o sistema de filtragem de combustível e as bombas de baixa e alta pressão.

As novas potências de motores disponíveis são: 220, 280, 320, 410 e 500 cavalos. Além disso, o Brasil fará a estreia mundial do novo motor de 540 cavalos. Outra novidade está na chegada do motor de 7 litros para o segmento semipesado, ou seja, a Scania passará a brigar também pela faixa de entrada desta importante categoria do mercado. A Nova Geração terá quatro tipos de motores: 7 litros (220, 250 e 280 cavalos de potência – torque de 1.000 a 1.200Nm), 9 litros (280, 320, 360cv – torque de 1400 a 1.700Nm), 13 litros (410, 450, 500 e 540cv – com variação de torque de 2.150 a 2.700Nm) e 16 litros (V8 de 620cv e 3.000Nm de torque).

Leonardo Andrade – Editor-chefe do Planeta Caminhão
leonardo@planetacaminhao.com.br


Começa pesagem de caminhões na travessia São Sebastião/Ilhabela (SP)

PESAGEM INICIADA

Distrito Federal proíbe caminhões com cargas perigosas

PROIBIÇÕES NO DF

Volkswagen testa Delivery elétrico na Ambev

100% elétrico

Polícia Rodoviária Federal fiscaliza lei do descanso

FISCALIZAÇÃO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *