Na última semana a Scania reuniu jornalistas do setor para apresentar os números de 2019, debater as expectativas para 2020 e reforçar a política de sustentabilidade e cuidados com o meio ambiente da empresa.

Conquistas

Uma das principais conquistas que a Scania obteve em 2019 no Brasil foi a volta do país ao primeiro lugar no mercado mundial da marca em vendas totais de veículos, além de ser o primeiro mercado do mundo em caminhões. Dessa forma, a montadora atesta a importância que o mercado brasileiro tem para a marca mundialmente.

“Nós somos o primeiro mercado do mundo em vendas de veículos. Isso demonstra não só o volume de vendas, mas mostra que a nova geração entrou e chegou para ficar. Isso mostra o reconhecimento dos nossos clientes em um produto que levou anos para ser desenvolvido, mas que entrega melhor para o mercado, com sustentabilidade e menor consumo de combustível”, afirmou Roberto Barral, vice-presidente das Operações Comerciais da Scania no Brasil.

A nova geração de caminhões Scania, que entrega até 12% a mais de economia de combustível, em comparação com a geração anterior, registrou 12 mil encomendas durante o ano.

A montadora também celebrou o fato de ter aumentado a quantidade de veículos que saíram de fábrica já com alguma de suas soluções tecnológicas e de serviços. Segundo a marca, 60% dos veículos novos comercializados no ano passado já saíram com programa de manutenção, além de contar com 30 mil veículos conectados através do pacote de desempenho da montadora.

E, por fim, a empresa celebrou chegada e aceitação dos caminhões a gás, que terão suas primeiras entregas ainda no primeiro semestre desse ano.

“A chegada da Nova Geração revolucionou o mercado. Nossa promessa de economia de 12% em comparação com a geração anterior, está sendo comprovada. Aliás, inúmeros clientes estão superando esta média. A satisfação geral é um indicador do sucesso”, afirma Silvio Munhoz, diretor comercial da Scania no Brasil. “Outra ótima notícia é o começo das entregas das encomendas dos caminhões a gás e/ou biometano a partir de abril. Já estamos recebendo as encomendas desde outubro. É mais um passo em nossa jornada na liderança para um sistema de transporte mais sustentável.” 

Força nos pesados

O R450, em seu primeiro ano no mercado, ficou com o segundo lugar no ranking geral da indústria e na mesma posição na categoria dos pesados. Foram 5.348 unidades emplacadas durante o ano, fazendo juz ao legado do R440, modelo mais vendido da história da marca e antecessor do novo modelo.

“O R 450 está mais rentável do que foi o R 440. A vocação para aplicações ainda mais variadas comprova a eficiente performance. E, assim, o interesse dos clientes só aumenta”, destacou Munhoz.

Crescimento em 2020

Após um 2019 de muito sucesso com a nova geração, a Scania crê que o mercado de caminhões poderá crescer de 10 a 15%  nos segmentos em que a montadora é mais forte, acima de 16 toneladas (semipesados e pesados).

“Para 2020, ainda existem algumas incertezas sobre os rumos das economias global e nacional, por isto estamos com um otimismo moderado neste momento. Mas, a fase da Scania no Brasil é ótima e nossas projeções são de crescimento em todos os segmentos”, prevê Roberto Barral.

A empresa crê que o agronegócio puxará novamente as vendas dos caminhões para cima. Além disso, deverão se destacar aplicações de carga fracionada e líquidos inflamáveis.

Outro ponto que a empresa aposta é no mercado de fora de estrada, com apostas na alta do transporte para a cadeia da cana de açúcar, além de boas oportunidades na mineração.

A Scania também prevê que 2020 será um ano de crescimento em serviços, inclusive com a chegada do novo diretor da área, Marcelo Montanha, que comandava a mesma área no México.

“A operação no Brasil é das mais importantes para a Scania, e tem sido um desafio interessante. O trabalho feito pela gestão anterior tornou o mercado muito mais maduro. Agora, vamos continuar avançando ao iniciar um processo de atualização em programas e serviços e reestruturação de ferramentas”, analisa Montanha.

Para 2020, a empresa projeta que 70% dos caminhões novos sejam comercializados com algum dos Programas de Manutenção Scania (PMS), sendo deste total 80% com planos flexíveis.

“Vamos trabalhar ainda mais com a rede para continuar revolucionando o mercado”, planeja o novo diretor.


Mercedes-Benz patrocina Caravana de Natal da Coca-Cola 2020.

Mercedes-Benz do Brasil recebe o reconhecimento como a fabricante de caminhões mais inovadora do mercado brasileiro.

Mercedes-Benz lança chassi de ônibus OF 1621 para fretamento

Daimler e Volvo assinam joint venture de células de combustível

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.