Mas como os caminhões bicudos são ícones do transporte e símbolo de conforto para o motorista, com mais espaço na cabine, vamos relembrar cinco séries de caminhões bicudos que fizeram história no transporte brasileiro:

1 – SÉRIE L – MERCEDES-BENZ

Derivados das séries de caminhões de sucesso nos anos 1970, como os semipesados L1113 e 1513, (AGL) os bicudos da série L moderna vinham com opção de motorização eletrônica. O maior sucesso de vendas foi o modelo L1620.

2 – SCANIA SÉRIE 3

Em 1991, a Scania lançou a Série 3, uma nova geração de caminhões pesados, com novos motores, caixa de mudanças e conjunto de inovações tecnológicas. São os caminhões da linha 113 (seis cilindros) 143 (V8) (Geração 3), com as potências de 310 cv, 320 cv, 360 cv e de 450 cv – a maior do mercado brasileiro na época. Outro destaque foi a cabine “Topline”, com 22,5 cm mais alta que a convencional. A Série 3 inteira vendeu mais de 36 mil unidades, e foi produzida até 1998, quando foi substituída pela Série 4.

3 – VOLVO NH

Substituto das linha N e NL, o NH foi fabricado pela Volvo entre os anos 1999 e 2006. 10 mil unidades da linha NH foram produzidas na fábrica de Curitiba (PR) e, além de abastecer o mercado brasileiro, a produção atendia também a Europa, Ásia, África, Oriente Médio e Américas do Sul e Central. O NH era oferecido com potências entre 340 cv e 460 cv.

4 – SCANIA JACARÉ

O L111, que foi carinhosamente batizado de Scania Jacaré, não poderia ficar da nossa lista. Lançado em 1976, o Jacaré ficou famoso por sua tonalidade laranja e pelo motor de 203 cv de potência, que era considerável para os padrões da época. O caminhão estava disponível em três versões: LS, com dois eixos traseiros, sendo um motriz e outro de apoio; LT, com dois eixos traseiros motrizes e L, na versão 4×2. No Brasil, o modelo L 111 teve 9.745 unidades comercializadas, entre 1976 e 1981.

5 – MERCEDES-BENZ ATRON

A Linha Atron, da Mercedes-Benz, foi a que teve o último modelo bicudo à venda no mercado brasileiro, o cavalo mecânico 1635, com tração 4×2. O modelo saiu de série em 2020 e vinha equipado com motor BlueTec 5 de 6 cilindros e 345 cv de potência. Completa o trem de força o câmbio manual de 16 velocidades.

Redação Planeta Caminhão


Alertas importantes do nosso Código de Trânsito Brasileiro

Copa Truck tem nova fornecedora de pastilhas de freio

Caminhões que fizeram sucesso no Brasil: Ford F-8500

União Transporte Brasília adquire 26 ônibus Mercedes-Benz para renovação de frota

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.