Mas como os caminhões bicudos são ícones do transporte e símbolo de conforto para o motorista, com mais espaço na cabine, vamos relembrar cinco séries de caminhões bicudos que fizeram história no transporte brasileiro:

1 – SÉRIE L – MERCEDES-BENZ

Derivados das séries de caminhões de sucesso nos anos 1970, como os semipesados L1113 e 1513, (AGL) os bicudos da série L moderna vinham com opção de motorização eletrônica. O maior sucesso de vendas foi o modelo L1620.

2 – SCANIA SÉRIE 3

Em 1991, a Scania lançou a Série 3, uma nova geração de caminhões pesados, com novos motores, caixa de mudanças e conjunto de inovações tecnológicas. São os caminhões da linha 113 (seis cilindros) 143 (V8) (Geração 3), com as potências de 310 cv, 320 cv, 360 cv e de 450 cv – a maior do mercado brasileiro na época. Outro destaque foi a cabine “Topline”, com 22,5 cm mais alta que a convencional. A Série 3 inteira vendeu mais de 36 mil unidades, e foi produzida até 1998, quando foi substituída pela Série 4.

3 – VOLVO NH

Substituto das linha N e NL, o NH foi fabricado pela Volvo entre os anos 1999 e 2006. 10 mil unidades da linha NH foram produzidas na fábrica de Curitiba (PR) e, além de abastecer o mercado brasileiro, a produção atendia também a Europa, Ásia, África, Oriente Médio e Américas do Sul e Central. O NH era oferecido com potências entre 340 cv e 460 cv.

4 – SCANIA JACARÉ

O L111, que foi carinhosamente batizado de Scania Jacaré, não poderia ficar da nossa lista. Lançado em 1976, o Jacaré ficou famoso por sua tonalidade laranja e pelo motor de 203 cv de potência, que era considerável para os padrões da época. O caminhão estava disponível em três versões: LS, com dois eixos traseiros, sendo um motriz e outro de apoio; LT, com dois eixos traseiros motrizes e L, na versão 4×2. No Brasil, o modelo L 111 teve 9.745 unidades comercializadas, entre 1976 e 1981.

5 – MERCEDES-BENZ ATRON

A Linha Atron, da Mercedes-Benz, foi a que teve o último modelo bicudo à venda no mercado brasileiro, o cavalo mecânico 1635, com tração 4×2. O modelo saiu de série em 2020 e vinha equipado com motor BlueTec 5 de 6 cilindros e 345 cv de potência. Completa o trem de força o câmbio manual de 16 velocidades.

Redação Planeta Caminhão


Mercedes-Benz patrocina Caravana de Natal da Coca-Cola 2020.

Mercedes-Benz do Brasil recebe o reconhecimento como a fabricante de caminhões mais inovadora do mercado brasileiro.

Mercedes-Benz lança chassi de ônibus OF 1621 para fretamento

Daimler e Volvo assinam joint venture de células de combustível

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.