Em 2018 o roubo de cargas apresentou queda de 14,45% segundo um estudo da Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC & Logística).

Roubo de cargas ainda é um grande risco para o transporte.

Desde 1998 a entidade divulga a “Estatística Nacional de Roubo de Cargas. O documento é elaborado com base em fontes formais e informais, que segundo a associação, são absolutamente confiáveis e servem de referência para transportadores, seguradores e, até mesmo, instituições policiais e outros organismos públicos.

Segundo os dados coletados pela NTC, em 2018 foram registrados 22.200 roubos de carga no país. O número é o menor desde 2015, quando foram registradas 19.250 ocorrências. Nos dois anos seguintes, os índices do crime aumentaram 34,5%, chegando a 25.950 casos em 2017.

De acordo com o Presidente da NTC&Logística, José Hélio Fernandes, “mesmo a pesquisa apontando uma considerável redução se comparado ao ano de 2017, estamos falando de milhares de roubos em todo o Brasil e isso não é aceitável”.

Situação por região

Os casos de roubo de cargas do último ano somam uma perda de 1.470 bilhões de reais em produtos e estão concentrados na região Sudeste do país. Apenas em 2018 a região registrou 18.809 ocorrências, 84,79% do total de casos ocorridos no país. Desses, 39,39% ocorreram no Estado de São Paulo e 41,39% no Rio de Janeiro.

Rio de Janeiro – Agentes da Força Nacional iniciam operação de apoio e reforço à segurança no Rio de Janeiro, com foco no combate ao roubo de cargas e repressão ao crime organizado (Vladimir Platonow/Agência Brasil)

As regiões Nordeste e Sul são as próximas com a maior incidência de crimes com, respectivamente, 6,43% e 5,69%. O Centro-Oeste é responsável por 2,34% dos roubos de carga e apenas 0,75% dos casos aconteceram na região Norte.

Os ladrões de carga costumam ter produtos específicos como alvo. De acordo com o levantamento da NTC, os principais produtos roubados são alimentos, cigarros, eletrodomésticos, combustíveis, produtos farmacêuticos, bebidas, autopeças, têxteis e confecções e produtos químicos.

Segurança

Para evitar ser alvo das quadrilhas especializadas em roubo de carga é sempre importante seguir algumas medidas de segurança como: evitar falar sobre a carga que está transportando para outras pessoas; fazer paradas apenas em locais de confiança; parar na estrada apenas em casos de extrema urgêngia; não dar caronas; e manter-se atento durante paradas para descanso.

Além disso, é sempre importante lembrar que nada é mais valioso que sua vida, caso seja abordado não reaja!


Scania apresenta resultados da sua nova geração de veículos

NOVA GERAÇÃO SCANIA


Petrobras anuncia redução no preço do Diesel e da Gasolina

PETROBRAS REDUZ DIESEL

Volkswagen Constellation atinge marca de 230 mil unidades produzidas

CONSTELLATION EM ALTA


Iveco participará do Campeonato Europeu de Corrida de Caminhões

CAMPEONATO EUROPEU

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.