A Petrobras anunciou nesta quarta-feira (12) uma redução de 4,6% no valor médio do diesel nas refinarias. O valor passou a R$ 2,0664 por litro a partir de hoje (13). Além disso, a empresa também informou sobre uma revisão em suas regras de periodicidade de mudanças de preços.

PETROBRAS REDUZ DIESEL

Em nota, a Petrobras afirmou que os reajustes de preços de diesel e gasolina, a partir de agora “serão realizados sem periodiciade definida, de acordo com as condições de mercado e da análise do ambiente externo.” Dessa forma, a companhia pretende se colocar de maneira mais eficiente e flexível na competição do mercado.

Com a medida espera-se a diminuição do valor do combustível nas bombas, no entanto, os aumentos podem acontecer a qualquer momento, de acordo com as necessidades do mercado.

Retrospecto e motivos

A Petrobras tem sofrido com a inconstância em suas políticas de preços, que chegou, no passado, a ser quase diária. Em março, a companhia definiu que os valores do combustível não poderia ser alterado em intervalos inferiores a 15 dias, resultado da pressão política causada, principalmente, pelos protestos de caminhoneiros.

A resolução da companhia acontece em um momento de queda nos preços do petróleo no mundo, além do Real, que está mais forte frente ao Dólar. Esses fatores interferem na decisão da Petrobras, para aumentar sua competitividade no mercado.

Nesta quarta-feira, o valor do petróleo no mercado internacional caiu 4%, recuando para um de seus níveis mais baixos em quase cinco meses. O motivo foi um aumento inesperado nos estoques norte americanos do produto e, também, por uma previsão de diminuição na demanda global.

No entanto, o preço do petróleo acumula alta de mais de 10% no ano. O mesmo se vê nos preços dos combustíveis da Petrobras. O diesel tem 14% de alta no ano e a gasolina 20%.

Gasolina

A gasolina, pela última política, não poderia ter o preço mantido por mais de 15 dias, prazo que levava em conta um mecanismo de hedge adotado pela estatal.

Nesta semana, a Petrobras baixou o preço da gasolina em cerca de 3%, para R$ 1,81 por litro, na segunda queda do mês para o combustível.

Confira a nota da Petrobras

A Petrobras informa que sua Diretoria Executiva aprovou a revisão na periodicidade de reajustes nos preços de óleo diesel e gasolina comercializados em suas refinarias. A partir de agora, os reajustes de preços de diesel e gasolina serão realizados sem periodicidade definida, de acordo com as condições de mercado e da análise do ambiente externo, possibilitando a companhia competir de maneira mais eficiente e flexível.

A aplicação imediata desta revisão permitirá à Petrobras, no momento, reduzir os preços do diesel acompanhando as variações dos preços internacionais observadas nos últimos dias.

Ficam mantidos os princípios que balizam a prática de preços competitivos, como preço de paridade internacional (PPI), margens para remuneração dos riscos inerentes à operação, nível de participação no mercado e mecanismos de proteção via derivativos.


Scania apresenta resultados da sua nova geração de veículos

NOVA GERAÇÃO SCANIA

Roubo de cargas diminuem no país em 2018, mas número ainda é alto

ROUBO DE CARGAS DIMINUI

Volkswagen Constellation atinge marca de 230 mil unidades produzidas

CONSTELLATION EM ALTA


Iveco participará do Campeonato Europeu de Corrida de Caminhões

CAMPEONATO EUROPEU

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.