A Volvo lançou um novo produto no mercado de caminhões hoje. O VM Light Mixer 8×4 é o caminhão para aplicações de betoneira, para mistura de concreto e fornecimento em obras de construção civil e pesada. O caminhão vem para substituir o tradicional VM 8×4 vocacionado para betoneira. Para começar, o Light Mixer, apesar de ser 20% mais caro, é 900 kg mais leve e consegue carregar um metro cúbico de concreto a mais do que seu antecessor.

Mais leve MESMO

A versão anterior do VM 8×4 tem tara de 8.820 quilos e o Light Mixer chegou a 7.920 quilos. Isso foi conseguido graças a um projeto da Volvo para a construção do caminhão, que utiliza chapas e outras partes de aço LNE 60, que é mais leve e mais resistente do que as chapas comuns. Este aço de alta resistência permite a construção do caminhão com chapas menos espessas.

Outro motivo para o VM Light Mixer 8×4 ser mais leve é o fato de ele ser equipado com câmbio manual Volvo de nove velocidades, incluindo uma marcha “crawler”, para arrancadas mais difíceis, que exigem mais torque. Este câmbio é 170 quilos mais leve do que o I-Shift de 10 velocidades da versão anterior. O caminhão tem o tradicional motor Volvo de 270 cavalos de potência.

“Já tínhamos um produto de referência em betoneiras e fomos consultados por concreteiras para fazer um caminhão ainda mais leve. Por isso desenvolvemos essa nova versão do Volvo VM, que permite transportar mais carga útil”, afirma Clóvis Lopes, gerente comercial de caminhões da Volvo.

Betoneira nova

A Volvo trabalhou também em parceria com implementadores, para garantir uma solução completa às empresas concreteiras. O primeiro Volvo VM Light Mixer recebeu uma nova betoneira Liebherr, também projetada para ganho em peso. A tara total do conjunto (caminhão + betoneira) baixou quase 2.500Kg, para apenas 11.650 Kg, possibilitando transportar até 1 m³ a mais de concreto, dentro da lei da balança.

Para completar a configuração nova, o caminhão tem entre-eixos menor, de 4.550 mm, para melhor distribuição de peso e manobrabilidade, com tanques de diesel de 200 litros e de Arla 32 de 50 litros, para rodar o dia inteiro sem precisar reabastecer.

O caminhão tem também quarto eixo direcional dianteiro, que, segundo a Volvo, é um eixo direcional de verdade, que ajuda a diminuir o arraste dos pneus e a fazer manobras em raios curtos, em canteiros de obras. Segundo a Volvo, o eixo direcional é instalado de fábrica, com garantida da fabricante. Como opcional, o Volvo VM Light Mixer tem sistema de suspensor de eixo, para eventuais manobras ou para rodar vazio.

Segurança para o motorista

A cabine é curta e foi projetada sob o conceito de célula de sobrevivência. Tem grande área envidraçada que permite ampla visibilidade, importante para manobras em canteiros apertados. O veículo é equipado com bancos para motorista e um ajudante, mas opcionalmente pode receber banco de passageiros para duas pessoas.

Externamente, o modelo traz para-choque em aço, mais leve, e tem faróis com desenho similar ao das versões rodoviárias da linha VM. O conjunto ótico tem luzes diurnas em LED, uma característica de segurança e identidade de toda a linha de caminhões Volvo atual.

Redação Planeta Caminhão


Volvo FMX completa 10 anos de história e puxa até hexatrem com 250 toneladas

VOLVO FMX 10 ANOS

Renault Radiance: um show de design no conceito que já tem mais de 15 anos

RENAULT RADIANCE

Daimler e Torc Robotics preparam frota autônoma de Freightliner Cascadia

AUTOMAÇÃO NÍVEL 4

Família Constellation de caminhões Volkswagen completa 15 anos em linha

CONSTELLATION 15 ANOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.