A Associação Brasileira de Logística e Transporte de Carga (ABTC) está oferecendo aos empresários de transporte rodoviário de cargas um novo serviço de monitoramento de veículos, que disponibiliza informações imediatas para identificar infrações e multas de trânsito aplicadas à caminhões.

O serviço funciona com o monitoramento de veículos, de pessoas físicas ou jurídicas, por meio do RENAVAM. O modelo identifica autos de infração e multas de trânsito em qualquer estado da federação em que o veículo estiver trafegando. Promove, também, a defesa administrativa e comunicação do real infrator às empresas de transporte ou pessoa física que aderir ao serviço.

O serviço, criado pela MTC Portodave, comunica a empresa, imediatamente, após a multa constar nos sistemas do Detran, ANTT, DNIT, PRF ou algum outro órgão municipal. Ele também agiliza o processo, caso a empresa ou pessoa física queira recorrer da multa ou identificar o motorista que dirigia o veículo no momento da autuação.

Dessa forma, a empresa não corre o risco de duplicidade do pagamento de multas, e da possibilidade de incorrer na “multa NIC” (penalidade aplicada à pessoa jurídica proprietária de veículo, por não identificação do condutor), além de evitar a perda dos prazos de pagamentos das infrações.

A ABTC oferece o primeiro mês para testar o sistema com avaliação de suas funcionalidades, sem nenhum tipo de cobrança de valor.

Para informações adicionais e contratar os serviços, o transportador interessado pode manter contato pelo telefone (61) 3321.7172 ou e-mail abtc@abtc.org.br.


Empresa de locação fecha maior negociação do ano com caminhões Volkswagen

ENTREGA DE FROTA


4Truck inaugura nova fábrica e celebra resultados do ano

4TRUCK INAUGURA NOVA FÁBRICA

Levantamento aponta que 40% dos caminhoneiros possuem sono irregular

SONO E SEGURANÇA


Volvo inicia venda de caminhões elétricos na Europa

VOLVO ELÉTRICO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.