A incidência de neblina nas estradas aumenta com a chegada dos meses mais frios do ano. Esse fator pode diminuir a visibilidade dos motoristas e colocar em risco todos que estão rodando pela via. Em razão disso, é preciso saber como lidar com a tocada nesses momentos.

Pensando em conscientizar e ensinar o público, as concessionárias do grupo CCR, em parceria com a Artesp (Agência de Trasnporte do Estado de São Paulo), estão realizando ações para orientar como agir em caso de neblina na pista. E o Planeta Caminhão reforçou mais algumas informações.

Principais ações em caso de neblina

1 – Reduzir a velocidade gradualmente.
Comportamento: Entrar na neblina e frear com tudo.
Alguns motoristas, com pouco costume de rodar por rodovias, se assustam e acabam pisando no freio com tudo. Essa ação é muito perigosa, já que pode causar colisões traseiras. Por esse motivo, ao perceber neblina na via, o ideal é diminuir a velocidade aos poucos e manter um ritmo seguro, já que a visibilidade é baixa. Se no tempo seco frenagens bruscas causam acidentes, imagine com baixa visibilidade.

2 – Manter distância de segurança com o veículo a frente.
Comportamento: Andar colado no veículo da frente.
Neblina te induz ao erro de andar próximo do veículo da frente, para seguir as luzes vermelhas das lanternas e facilitar a tocada. Mas engavetamentos, infelizmente, são muito comuns quando há ocorrência desse fenômeno climático e, para evitá-los, é importante sempre manter a distância do veículo à frente.

3 – Manter o farol baixo acesso.
Comportamento: Acender todos os faróis.
Uma vez que a neblina diminui o campo de visão do motorista, muita gente acaba acionando o farol alto, ou até os faróis auxiliares de longa distância, conhecidos como “milhas”. No entanto, a luz se dissipa e acaba atrapalhando, não só a sua visão, como também a de outros motoristas na via. E, quando se dissipa, cria uma semi-barreira de luz na frente do caminhão. O ideal é, sempre, andar com o farol baixo acesso. Assim você pode enxergar o que está mais próximo, já que, para longe, você não vai conseguir ver nada mesmo. É nesta hora, também, que seus faróis auxiliares de neblina dianteiros, caso seu caminhão os tenha, se tornam muito importantes. Eles iluminam perto do caminhão e para as laterais.

4 – Não parar no meio da pista.
Comportamento: A neblina fechou, pare o caminhão onde estiver.
Em hipótese alguma se deve parar o veículo no meio da pista, mesmo que a visão esteja muito prejudicada, deve-se seguir em baixa velocidade, até encontrar um ponto de parada seguro.

5 – Não rodar com pisca alerta acesso.
Comportamento: Pisca alerta ligado para não baterem em minha traseira.
Nunca use! Confunde quem já está confuso. O pisca alerta é uma indicação de que o veículo está quebrado ou com problemas e só deve ser acionado com ele parado.

6 – Usar a luz de neblina traseira, caso seu caminhão tenha.
Comportamento: Não usar sua luz de neblina traseira – que talvez seu caminhão tenha e você não saiba.
Sabe aquela luz traseira de neblina, que muita gente usa quando não tem neblina, incomodando os outros motoristas? É nessa condição, e só nessa condição, que ela deve ser utilizada. Ela faz com que seu caminhão seja visto a uma distancia maior, dando mais tempo de reação para o veículo de trás. Mas não esqueça de desligá-la assim que a neblina baixar, porque de luz de segurança ela rapidamente se transforma em luz de incômodo.

Em caso de necessidade de parada ou em situação de emergência, o indicado é sempre buscar apoio das concessionárias responsáveis pelas vias e aguardar em local seguro.


Scania apresenta resultados da sua nova geração de veículos

NOVA GERAÇÃO SCANIA

Roubo de cargas diminuem no país em 2018, mas número ainda é alto

ROUBO DE CARGAS DIMINUI


Petrobras anuncia redução no preço do Diesel e da Gasolina

PETROBRAS REDUZ DIESEL

Volkswagen Constellation atinge marca de 230 mil unidades produzidas

CONSTELLATION EM ALTA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.