Em Londrina (PR), a Copa Truck deu início a mais uma etapa neste fim de semana. Debaixo de forte chuva, os pilotos tiveram grande dificuldade e a prova ganhou em emoção para o público. No final, os pilotos Beto Monteiro e Renato Martins garantiram cada um uma vitória e ficaram mais próximos do título da Copa Sul.

Beto Monteiro e Renato Martins venceram na etapa de Londrina da Copa Truck. (Foto: Duda Bairros/Divulgação)

A terceira etapa de 2019 da Copa Truck foi disputada sob forte chuva, o que deixou as condições da pista complicadas e a visibilidade muito baixa, assim a prova teve disputas acirradas, além de muitos acidentes.

As duas provas foram bastante atribuladas, mas a primeira foi a que deu mais problemas para a turma do resgate. Um acidente envolvendo o piloto Leandro Totti logo na primeira volta exigiu a presença do Safety Car.

Totti tentou passar Beto Monteiro por fora na entrada da curva do Bacião, não conseguiu frear e parou em cima do muro. O acidente provocou a intervenção da maior parte da disputa, que foi reiniciada na última volta e viu Monteiro ser atacado ferozmente por Roberval Andrade, mas sem êxito. No fim, Beto Monteiro conquistou a vitória da primeira prova, seguido por Roberval e com Paulo Salustiano completando o pódio.

Muitos acidentes e vitória de veterano

A segunda corrida de Londrina foi marcada por diversos acidentes, mas nada que provocasse a paralização da competição. Mesmo assim, muitos pilotos saíram com os equipamentos em frangalhos. Salustiano bateu seco no muro e cortou o lábio no impacto. Wellington Cirino e Jaidson Zini também beijaram os pneus da Curva do Bacião, mesmo lugar onde Beto Monteiro e Adalberto Jardim se estranharam. Débora Rodrigues (no toque entre Beto e Jardim) e Clodoaldo Monteiro (durante o acidente de Zini) também rodaram no meio da confusão mas conseguiram desviar dos rivais e seguir na pista.

Renato Martins, que largou no pelotão da frente por conta do grid invertido na corrida complementar tirou vantagem dessa condição e venceu com facilidade. Com as confusões, André Marques subiu para segundo em uma grande atuação, seguido de Roberval Andrade, Adalberto Jardim e Luiz Carlos Zapelini, que herdou o quinto lugar com a punição de 20 segundos a Beto, que foi considerado culpado pelo acidente com Jardim. Débora completou a lista dos seis melhores da segunda corrida.

“É minha décima vitória aqui em Londrina. Não sou o melhor piloto na chuva, mas meu carro estava bem acertado, parou a chuva forte da primeira corrida – que atrapalhou a visão, pois a pista estava igual nas duas provas. Dedico essa vitória ao meu filho Renatinho, que pediu um pódio e ganhou uma vitória”, contou Renato Martins.

Com os resultados, Roberval sai de Londrina na liderança da Segunda Copa, com 34 pontos, seguido de Renato Martins e André Marques com 32, e Beto Monteiro com 29.

A próxima etapa da Copa Truck acontece em Curvelo (MG), dia 14 de julho.

Corrida 1:

1. Beto Monteiro (Volkswagen), 10 voltas em 25min13s361
2. Roberval Andrade (Mercedes-Benz), a 0s169
3. Paulo Salustiano (Volkswagen), a 1s685
4. André Marques (Mercedes-Benz), a 3s583
5. Debora Rodrigues (Mercedes-Benz), a 4s507
6. Renato Martins (Volkswagen), a 5s576
7. Adalberto Jardim (Ford), a 6s610
8. Luiz Carlos Zapelini (MAN), a 8s810
9. Regis Boessio (Volvo), a 11s351
10. Fabio Carvalho (Iveco), a 12s452
11. Jaidson Zini (Iveco), a 3s531
12. Clodoaldo Monteiro (MAN), a 14s358
13. Pedro Paulo Fernandes (Mercedes-Benz), a 16s994
14. João Maistro (Volvo), a 17s624
15. Luiz Lopes (Iveco), a 27s316
16. Felipe Giaffone (Iveco), a 29s240
17. Djalma Pivetta (Iveco), a 33s511
18. Djalma Fogaça (Ford), a 1min05s126
19. José Augusto Dias (Volkswagen), a 1 volta

Não completaram
Leandro Totti (Mercedes-Benz), a 8 voltas
Maikon Lauck (Mercedes-Benz), a 8 voltas
Fábio Fogaça (Ford), não largou
Wellington Cirino (Mercedes-Benz), desclassificado

Melhor volta: Roberval Andrade, 1min52s441

Corrida 2:

1. Renato Martins (Volkswagen), 13 voltas em 25min13s494
2. André Marques (Mercedes-Benz), a 5s759
3. Roberval Andrade (Mercedes-Benz), a 7s054
4. Adalberto Jardim (Ford), a 18s413
5. Luiz Carlos Zapelini (MAN), a 25s129
6. Debora Rodrigues (Mercedes-Benz), a 25s688
7. Fabio Carvalho (Iveco), a 32s556
8. Clodoaldo Monteiro (MAN), a 35s191
9. Beto Monteiro (Volkswagen), a 43s614
10. Luiz Lopes (Iveco), a 1min00s221
11. Jaidson Zini (Iveco), a 1min02s841
12. Wellington Cirino (Mercedes-Benz), a 1min46s108
13. Djalma Pivetta (Iveco), a 1 volta

Não completaram
João Maistro (Volvo), a 6 voltas
Paulo Salustiano (Volkswagen), a 10 voltas
Regis Boessio (Volvo), a 10 voltas
Djalma Fogaça (Ford), a 11 voltas
Pedro Paulo Fernandes (Mercedes-Benz), a 12 voltas
Maikon Lauck (Mercedes-Benz), não largou
Fabio Fogaça (Ford), não largou
Leandro Totti (Mercedes-Benz), não largou
José Augusto Dias (Volkswagen), não largou
Felipe Giaffone (Iveco), não largou

Melhor volta: Beto Monteiro, 1min50s014



Volvo busca veículos antigos para comemorar 40 anos no Brasil

VOLVO 40 ANOS


Vilhena (RO) ganha nova unidade do SEST SENAT

SEST SENAT VILHENA

Metalesp apresenta nova linha de basculantes com três configurações

BASCULANTES METALESP

Após um ano de testes no transporte de bebidas, e-Delivery tem bons resultados

E-DELIVERY EM AÇÃO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.