O governo federal realizará em 27 de setembro o primeiro leilão rodoviário da nova gestão. A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e o Ministério da Infraestrutura concederão um trecho de 437 km da BR-364 e da BR-365, que ligam Minas Gerais a Goiás.

O trecho é o principal corredor para passagem da produção agroindustrial do sudeste goiano e do Triângulo Mineiro.

A empresa que levar o leilão deverá investir, durante 30 anos, R$ 2 bilhões destinados a investimentos em melhorias e intervenções previstas no Programa de Exploração de Rodovia (PER) e mais R$2,7 bilhões para custos operacionais.

Obras obrigatórias

Entre os trabalhos que deverão ser realizados, estão a duplicação de 44,2 quilômetros da rodovia, a construção de 160 quilômetros de terceira faixa e de 19,4 quilômetros de vias marginais. Também estão previstos a implantaçao de 80 quilômetros de acostamentos na BR-364/GO, três novos dispositivos de interconexão, nove passarelas de pedestres, sete melhorias de interseções, uma passagem inferior, iluminação nas travessias urbanas e nas vias marginais, entre outros pontos.

A concessão ainda deve contar com sete praças de pedágio: três em Goiás (Paranaiguara, Cachoeira Alta e Jataí) e quatro em Minas Gerais (Uberlândia, Monte Alegre de Minas, Ituiutaba e Santa Vitória).

O valor máximo cobrado na tarifa de pedágio, segundo o Ministério da Infraestrutura, será de R$ 7,02. A estimativa é que os primeiros 15 anos de concessão gerarão, aproximadamente, 1.300 empregos diretos e 2.400 indiretos.


Trecho de Santa Catarina da BR-101 é arrematado em leilão

LEILÃO DA BR-101

Acre ganha nova unidade do SEST SENAT em Cruzeiro do Sul

NOVA UNIDADE NO ACRE

Portaria define regulamentação para Pontos de Parada e Descanso

PONTOS DE PARADA E DESCANSO


Volvo inicia testes com caminhões elétricos nos EUA

TESTE COM ELÉTRICOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.