MULTAS NAS FEDERAIS

Levantamento da Polícia Rodoviária Federal mostra quais foram as infrações mais frequentes cometidas por caminhoneiros. O segundo lugar ficou para a falta de equipamentos obrigatórios

Excesso de velocidade é a campeã das multas entre caminhoneiros

Levar multa é ruim e ninguém gosta, mas o respeito às Leis de Trânsito e às regras de conduta no comando de um caminhão são deveres de todo caminhoneiro. A Polícia Rodoviária Federal fez um levantamento e divulgou quais são as multas de trânsito mais frequentes levadas pelos motoristas de caminhão e, com 37%, ultrapassar o limite de velocidade em mais de 20% foi a campeã.

Sem segundo lugar, com 8% das multas, estão as infrações por falta de equipamentos obrigatórios. Farol desligado na rodovia também deu muita multa, com 6,3% do total e o não uso do cinto de segurança, por incrível que pareça, AINDA entra na lista, com 2,8% das multas.

Em todo o Brasil, o número de infrações cometidas por todos os motoristas ultrapassou a marca das 45 mil somente em cinco dias, durante um feriado ano passado. O levantamento leva em conta somente as multas registradas em rodovias federais.

E continue acompanhando nosso conteúdo aqui no Planeta Caminhão! Vídeos novos toda semana! Confira o novo Planeta Responde, com conteúdos sobre caminhão todos os dias. Você participa, envia sua dúvida e a gente vai atrás da resposta. Valem perguntas sobre caminhão, motor, parte técnica. Vale também legislação, CNH, mercado. Tem dúvida sobre o mundo do caminhão? Quer mandar uma pergunta pra gente? É só escrever no comentário dos vídeos.

Leia mais em https://planetacaminhao.com.br/page/2/


SEST SENAT realiza ação em homenagem ao Dia do Caminhoneiro

EVENTO DO SEST SENAT

Os monstros sobre rodas do Monster Jam voltam ao Brasil este ano

MONSTER JAM VOLTA AO BRASIL

PACCAR Financial chega ao Brasil como opção para financiar caminhões DAF

PACCAR CHEGA AO BRASIL


Número de incêndios aumentam 60% no corredor Raposo Tavares

INCÊNDIOS NAS RODOVIAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.