VOLVO

Como forma de lembrar do marido falecido, essa australiana encara desafios diariamente

Se já tem poucas mulheres motoristas de caminhão, imagine então guiando um rodotrem. Não ficou satisfeito? Imagine então guiando um rodotrem no meio do deserto australiano… Pois então conheça a história de Maxine Taylor.

VOLVO

Essa australiana de 52 anos que, desde pequena, convive no meio de caminhões decidiu manter a tradição de sua família depois que seu pai e seu marido, ambos motoristas de caminhão, faleceram. Mas não pense que a missão é simples não: dirigir um rodotrem no meio do deserto da Austrália, tarefa que não é para qualquer um.

Deve ser por isso que ela conta que quase todas as pessoas estranham quando ela revela sua profissão.

E com Maxine não tem nenhum tipo de moleza, o serviço é completo: todo dia antes de começar o expediente de 12 horas de trabalho ela mesma checa todos os detalhes do caminhão antes de começar seu trabalho de transporte de minérios por toda Austrália.

Maxine viu no seu Volvo uma forma de sentir-se próxima de seu marido que faleceu recentemente. Por isso a motorista de caminhão prefere fazer as viagens sozinha, refletindo e curtindo a paisagem selvagem.

No entanto, em vídeos emocionantes como esse, o melhor mesmo é assistir. Está em inglês com sotaque australiano, mas as imagens falam por si próprias.


O maior relógio do mundo… Formado por caminhões

MAIOR RELÓGIO DO MUNDO

Um pedaço da história dos caminhões no seu pulso

SCANIA

Uma verdadeira exposição sobre rodas

OBRA DE ARTE

Um caminhão em constante mudança

VOLVO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.