Os caminhões com energias alternativas estão ganhando cada vez mais espaço no mercado em todo o mundo. Na Argentina, o destaque da semana é a venda de 100 caminhões Iveco Stralis NP para a empresa NRG Argentina SA, especialista em movimentação de areia e outros materiais para a indústria petrolífera.

Stralis a gás

O que estes caminhões têm de especial? Eles são equipados com o motor FPT Cursor 13 Natural Power, movido a gás natural comprimido. Este motor tem arquitetura ciclo Otto, e não ciclo diesel. Segundo a FPT, que projetou e fabrica o motor, ele tem 460 cavalos de potência a 1.900 rpm e foi o primeiro motor da marca especialmente desenvolvido para operações rodoviárias de longa distância com alimentação a gás natural comprimido, gás natural liquefeito e biometano.

O torque máximo deste motor, de acordo com a fabricante, é de 2.000 Nm a 1.100 rpm. “Estamos sempre a frente no desenvolvimento de powertrain associado a combustíveis alternativos. Com o FPT Cursor 13, trazemos ao mercado brasileiro um produto que carrega toda a tecnologia da marca em gás natural. Nosso trabalho tem como objetivo proporcionar máxima eficiência aliada aos menores custos operacionais, pensando em um futuro mais verde”, afirma o presidente da FPT Industrial para a América do Sul, Marco Rangel.

FICHA TÉCNICA

FPT Cursor 13 Gás Natural

Cilindrada: 12.9L
Potência [cv]: 460 @ 1900 rpm
Torque [Nm]: 2000 @ 1100 rpm
Número de cilindros: 6
Número de válvulas por cilindro: 4
Aspiração: Turbocompressor
Injeção: Multiponto estequiométrica
Diâmetro X curso [mm]: 135 x 150
Dimensões C/L/A [mm]: 1.610/1.027/1.178
Combustível: Gás natural comprimido, gás natural liquefeito e biometano
Peso [Kg]: 1240

Novas tecnologias e contratos de manutenção

Os caminhões argentinos vão trabalhar na região de Vaca Muerta, perto da Patagônia, no extremo sul do pais. Lá, existe um grande reservatório de petróleo e gás.

“A aquisição de uma frota de caminhões a GNC é um claro exemplo da importância para a NRG Argentina de incorporar tecnologias e boas práticas que levem em conta o cuidado com o meio ambiente e, ao mesmo tempo, fornece as soluções que os clientes precisam”, disse Cesar Güercio, CEO da NRG Argentina SA.

Junto com os caminhões pesados a gás, a Iveco também venceu 100 contratos de manutenção para a cliente. Com isso, a empresa vai desenvolver, em parceria com a NRG Argentina, um centro exclusivo de atendimento e manutenção dentro da base das operações, na província de Rio Negro. Assim, os caminhões terão atendimento e manutenção imediatos em caso de necessidade e estarão com o máximo de disponibilidade possível.

Os caminhões a gás vendidos para a operação no Sul da Argentina têm configuração AS440S46T/P 6×2 e, por serem movidos a GNC, apresentam reduções na emissão de gases de até 90% de dióxido de nitrogênio, 99% de partículas e até 95% de dióxido de carbono quando o biometano é utilizado como combustível. Além disso, os caminhões possuem uma certificação PIEK que garante níveis de ruído abaixo de 71dB, tecnologia de freio AEBS, retardador hidráulico, ESP e suspensão pneumática no eixo traseiro.

Redação Planeta Caminhão


Novo Volvo VM betoneira 900 kg mais leve e feito com aço especial

VM BETONEIRA MAIS LEVE

Volvo FMX completa 10 anos de história e puxa até hexatrem com 250 toneladas

VOLVO FMX 10 ANOS

Renault Radiance: um show de design no conceito que já tem mais de 15 anos

RENAULT RADIANCE

Daimler e Torc Robotics preparam frota autônoma de Freightliner Cascadia

AUTOMAÇÃO NÍVEL 4

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.