A Bridgestone anunciou recentemente uma parceria com o Grupo Delta-Energy, líder do mercado em recuperação de materiais de pneus inservíveis, para se tornar a primeira empresa a usar em escala o negro de fumo recuperado (rCB, na sigla em inglês) para a produção de pneus.

O início da comercialização em escala do D-E Black®, o produto de rCB desenvolvido pelo grupo Delta-Energy a partir de pneus inservíveis é um marco para o grupo Bridgestone em sua visão ambiental de longo prazo, de utilizar 100% de materiais sustentáveis e contribuir com a redução de mais de 50% das emissões de CO2 até 2050.

Negro de Fumo

O processo de extração de materiais do grupo Delta-Energy, por exemplo, produz 81% menos CO2 por tonelada, quando comparado ao negro de fumo virgem (vCB, na sigla em inglês).

O investimento também faz parte da missão mais ampla da Bridgestone de impulsionar uma economia cíclica que elimine resíduos a partir do uso contínuo de recursos. Dado que a procura de negro de fumo virgem supera a oferta de fornecimento, o investimento estratégico da Bridgestone oferece uma alternativa que beneficia não apenas a indústria de pneus, mas também o planeta de maneira geral.

“O Grupo Bridgestone está profundamente comprometido com a promoção de uma sociedade ambientalmente sustentável através do apoio a uma economia cíclica”, conta Nizar Trigui, Diretor de Tecnologia da Bridgestone Americas, Inc. “Esperamos que essa parceria com o Grupo Delta-Energy nos ajude a dar forma ao futuro do nosso setor e a garantir soluções de mobilidade eficientes para as próximas gerações.”

Parceria

Após analisar e avaliar os materias da Delta-Energy por sete anos, a Bridgestone se tornou sócia de capital da empresa no fim de 2014. Desde então, a empresa vem testando o uso do D-E Black como substituto parcial do vCB em novos pneus, realizando uma bateria de testes para garantir a qualidade e os altos padrões de desempenho dos pneus da Bridgestone.

Até o momento, a Bridgestone já adquiriu aproximadamente 235 toneladas de rCB, o que equivale a mais de 70.000 pneus inservíveis, resultando em uma redução de aproximadamente 345 toneladas de emissões de CO2 se comparada ao uso de vCB. Até o fim de 2020, a Bridgestone planeja aumentar o uso do D-E Black para 6.800 toneladas, o equivalente a 2 milhões de pneus inservíveis e uma redução de cerca de 11.000 toneladas de emissões de carbono – quantidade suficiente para abastecer aproximadamente 2.000 residências ou mais de 2.300 veículos de passeio por um ano inteiro. Através da parceria com a Delta-Energy, a Bridgestone transformará anualmente milhões de pneus inservíveis em novos produtos, dando a eles uma nova vida útil.

“Parcerias importantes como essa aceleram de maneira significativa a produção de soluções inovadoras para atender aos requisitos técnicos, econômicos e ambientais de iniciativas de desenvolvimento sustentável”, conta Bob Genovese, CEO da Delta-Energy. “A Bridgestone tem sido um parceiro inestimável desde o começo. Temos o orgulho de oferecer a eles e à indústria como um todo nosso apoio nas iniciativas de promoção de uma economia cíclica com o D-E Black. A Delta-Energy planeja construir diversas outras plantas na América do Norte nos próximos anos com o intuito de processar o D-E Black para uso em novos pneus e outros produtos de borracha.”

Atualmente, a Bridgestone usa o D-E Black em pneus de alta qualidade para veículos agrícolas e de passeio em suas fábricas de Des Moines (EUA), Aiken (EUA) e Cuernavaca (México) e avalia ampliar o uso em novas fábricas e linhas de produto.


Compre seu caminhão Mercedes-Benz e pague em 2021

1ª PARCELA SÓ EM 2021

Os 10 maiores caminhões do mundo em potência e carga

DEZ GIGANTES PRA VC CURTIR

Governo certifica pontos de paradas para caminhoneiros

PONTOS DE PARADA

Confira as 10 maiores rodovias do mundo

AS MAIORES DO MUNDO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.