A Alemanha inaugurou na última semana sua primeira Autobahn elétrica, voltada para o transporte de cargas. A pista fica próxima de Frankfurt, no estado de Hessen.

É um trecho de 5 km da Autobahn A5, onde foram instalados cabos aéreos dos dois lados da pista. Os caminhões elétricos poderão utilizar esses cabos, similares aos utilizados por bondes, para se acoplar e recarregar suas baterias.

Primeira Autobahn elétrica a Alemanha foi inaugurada na última semana — Foto: Michael Probst/AP

Cinco transportadoras participarão de uma fase de testes, executada pelo Ministério do Meio Ambiente da Alemanha. Os caminhões do teste têm tecnologia híbrida (motores elétricos e a combustão), e o trecho com cabos recarrega suas baterias. Quando elas ficam vazias é acionado o motor a combustão.

O governo alemão pretende, dessa forma, testar modelos de transporte de cargas nas rodovias do país e investiu 50 milhões de euros em três trechos de teste. O primeiro é o que fica próximo à Frankfurt, os outros dois, ainda em construção, ficarão nos estados de Schleswig-Holstein e Baden-Württemberg.

O objetivo é conseguir uma solução de transporte que seja pouco poluídora e, ao mesmo tempo, emita pouco ruído. Os testes iniciais também avaliarão o impacto da mudança no trânsito das rodovias.

No entanto, ainda não está claro como será feita a cobrança da energia utilizada pelos caminhões que passarem pela Autobahn.

Também não está claro quem arcará com os custos da adaptação dos caminhões ao novo sistema. Pelos cálculos da montadora Scania, que fabricou os protótipos para o teste, um caminhão que pode se recarregar enquanto anda custa de 50% a 75% mais do que um caminhão normal.

Além da Alemanha, Suécia e Estados Unidos também têm trechos de “rodovias elétricas”.

Fonte: Deutsche Welle


Volkswagen aprimora o modelo Constellation 25.360

CONSTELLATION 25.360


Scania planeja novo ciclo de investimentos no Brasil

INVESTIMENTOS


Adesivo do RNTRC não é mais obrigatório, segundo ANTT

ADESIVO RNTRC

Estudos comprovam viabilidade da construção do corredor bioceânico

ROTA BIOCEÂNICA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.