FÁBRICAS SOVIÉTICAS

Os caminhões são parte importantíssima de qualquer estratégia militar e foram grandes personagens da Guerra Fria. Hoje, vamos conhecer as fábricas de caminhões da antiga União Soviética

A União Soviética, antiga força militar formada pela Rússia e diversas outras repúblicas, com fim nos anos 1990, deu ao mundo uma engenharia com base na simplicidade e na eficiência, com baixo custo. Ao logo de décadas, os soviéticos, e, hoje, os russos, mantêm uma tradição na criações de caminhões incríveis.

Vamos conhecer a primeira parte da reportagem que traz algumas das fábricas de caminhões que surgiram nos tempos soviéticos, caminhões que, um dia, já ameaçaram a própria existência do mundo como conhecemos. Nesta primeira parte, as fábricas de caminhões em Belarus e na Ucrânia:

Belarus (Bielorrússia)

BelAZ

 

Fundada em 1948, a fábrica de caminhões da BelAZ na Bielorrússia chegou a entregar 120 mil caminhões extrapesados para o regime soviético. Hoje, é um dos líderes do Leste Europeu em máquinas pesadas e caminhões para mineração.

 

MAZ

 

A MAZ é um dos expoentes da indústria soviética no pós-guerra. Fundada em 1944 em Minks, Belarus, a fábrica foi responsável pelo primeiro caminhão equipado com motor a diesel da história soviética, o MAZ 200, que você vê na foto aí acima. A cabine dele é uma cópia do americano GMC 803 e o motor é uma cópia do Detroit Diesel 4-71. Em 1997, a MAZ firmou uma join-venture com a MAN para fabricar caminhões rodoviários com base na cabine F90 da marca alemã. Até hoje a MAZ é uma das principais fabricantes de caminhões do Leste Europeu.

 

MZKT – VOLAT

 

Inicialmente uma divisão militar “barra pesada” da MAZ, a MZKT foi a menina dos olhos dos comandantes soviéticos: produziu os maiores e mais pesados caminhões e blindados de uso tático, incluindo os temidos MZKT-19221, com tração 16×16, com motor V12 de 800 cavalos de potência, equipado com lançador de mísseis balísticos, capaz de fazer lançamentos intercontinentais de mísseis nucleares. Em 1991, com a queda da União Soviética, a MZKT adotou a marca civil VOLAT e passou a produzir caminhões para diversos usos.

 

Ucrânia

 

KrAZ

 

Fundada em agosto de 1945 como indústria de base na Ucrânia, com a missão de construir pontes metálicas e móveis para diversos terrenos difíceis em toda União Soviética, a KrAZ só começou a fabricar caminhões a partir de 1958, quando o governo soviético de a ordem para criar uma linha de pesados para fortalecer suas linhas em todo o país. A fábrica da KrAZ na Ucrânia chegou a exportar mais de 500 caminhões em 1961 para 26 países, como Argentina, Afeganistão, Bulgária, China, Índia e Vietnã. Hoje, sob administração privada, a marca já fabricou mais de 1 milhão de caminhões e tem linhas de montagem na Rússia e no Vietnã.

Na segunda parte, vamos falar sobre as marcas da Rússia. Não perca!

Leonardo Andrade – Editor-chefe do Planeta Caminhão
leonardo@planetacaminhao.com.br

 

 



Volvo busca veículos antigos para comemorar 40 anos no Brasil

VOLVO 40 ANOS


Vilhena (RO) ganha nova unidade do SEST SENAT

SEST SENAT VILHENA

Metalesp apresenta nova linha de basculantes com três configurações

BASCULANTES METALESP

Após um ano de testes no transporte de bebidas, e-Delivery tem bons resultados

E-DELIVERY EM AÇÃO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.