FÁBRICAS SOVIÉTICAS

Os caminhões são parte importantíssima de qualquer estratégia militar e foram grandes personagens da Guerra Fria. Hoje, vamos conhecer as fábricas de caminhões da antiga União Soviética

A União Soviética, antiga força militar formada pela Rússia e diversas outras repúblicas, com fim nos anos 1990, deu ao mundo uma engenharia com base na simplicidade e na eficiência, com baixo custo. Ao logo de décadas, os soviéticos, e, hoje, os russos, mantêm uma tradição na criações de caminhões incríveis.

Vamos conhecer a primeira parte da reportagem que traz algumas das fábricas de caminhões que surgiram nos tempos soviéticos, caminhões que, um dia, já ameaçaram a própria existência do mundo como conhecemos. Nesta primeira parte, as fábricas de caminhões em Belarus e na Ucrânia:

Belarus (Bielorrússia)

BelAZ

 

Fundada em 1948, a fábrica de caminhões da BelAZ na Bielorrússia chegou a entregar 120 mil caminhões extrapesados para o regime soviético. Hoje, é um dos líderes do Leste Europeu em máquinas pesadas e caminhões para mineração.

 

MAZ

 

A MAZ é um dos expoentes da indústria soviética no pós-guerra. Fundada em 1944 em Minks, Belarus, a fábrica foi responsável pelo primeiro caminhão equipado com motor a diesel da história soviética, o MAZ 200, que você vê na foto aí acima. A cabine dele é uma cópia do americano GMC 803 e o motor é uma cópia do Detroit Diesel 4-71. Em 1997, a MAZ firmou uma join-venture com a MAN para fabricar caminhões rodoviários com base na cabine F90 da marca alemã. Até hoje a MAZ é uma das principais fabricantes de caminhões do Leste Europeu.

 

MZKT – VOLAT

 

Inicialmente uma divisão militar “barra pesada” da MAZ, a MZKT foi a menina dos olhos dos comandantes soviéticos: produziu os maiores e mais pesados caminhões e blindados de uso tático, incluindo os temidos MZKT-19221, com tração 16×16, com motor V12 de 800 cavalos de potência, equipado com lançador de mísseis balísticos, capaz de fazer lançamentos intercontinentais de mísseis nucleares. Em 1991, com a queda da União Soviética, a MZKT adotou a marca civil VOLAT e passou a produzir caminhões para diversos usos.

 

Ucrânia

 

KrAZ

 

Fundada em agosto de 1945 como indústria de base na Ucrânia, com a missão de construir pontes metálicas e móveis para diversos terrenos difíceis em toda União Soviética, a KrAZ só começou a fabricar caminhões a partir de 1958, quando o governo soviético de a ordem para criar uma linha de pesados para fortalecer suas linhas em todo o país. A fábrica da KrAZ na Ucrânia chegou a exportar mais de 500 caminhões em 1961 para 26 países, como Argentina, Afeganistão, Bulgária, China, Índia e Vietnã. Hoje, sob administração privada, a marca já fabricou mais de 1 milhão de caminhões e tem linhas de montagem na Rússia e no Vietnã.

Na segunda parte, vamos falar sobre as marcas da Rússia. Não perca!

Leonardo Andrade – Editor-chefe do Planeta Caminhão
leonardo@planetacaminhao.com.br

 

 



Volkswagen aprimora o modelo Constellation 25.360

CONSTELLATION 25.360


Scania planeja novo ciclo de investimentos no Brasil

INVESTIMENTOS


Adesivo do RNTRC não é mais obrigatório, segundo ANTT

ADESIVO RNTRC

Estudos comprovam viabilidade da construção do corredor bioceânico

ROTA BIOCEÂNICA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.